BRASIL: SENADOR IZALCI ANALISA ANDAMENTO DA PEC DAS DROGAS

BRASIL: DINO APRESENTA PROJETOS DE LEI CONTROVERSOS SOBRE PUNIÇÃO A FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS

O senador Flávio Dino anunciou hoje a apresentação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) no Senado para tratar do afastamento de juízes, promotores e militares que cometerem delitos graves. A proposta visa evitar que essas autoridades sejam aposentadas compulsoriamente ou beneficiadas com pensão por morte ficta, sem direito a remuneração. Dino argumenta que não há razão para uma desigualdade de tratamento em relação a outros servidores públicos que cometem crimes graves, como corrupção.

Confira detalhes no vídeo:


A iniciativa de Flávio Dino faz parte de um conjunto de propostas apresentadas por ele no Senado, que incluem premiação para bons policiais, revisão das regras para justificar prisão preventiva e proibição de acampamentos de manifestação em frente a quartéis. Com a necessidade de 27 assinaturas para começar a tramitar, a PEC proposta pelo senador busca garantir um tratamento igualitário para todos os servidores públicos em casos de cometimento de delitos graves.

Comentaristas destacam a importância da proposta de Flávio Dino para promover a igualdade de tratamento entre os servidores públicos em casos de irregularidades. Eles ressaltam a necessidade de reavaliar a estrutura administrativa do Estado brasileiro para garantir uma maior justiça social, combatendo privilégios e promovendo uma distribuição mais equitativa de benefícios e punições.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários