BRASIL: STF FORMA MAIORIA PARA NOVO ENTENDIMENTO SOBRE FORO PRIVILEGIADO

BRASIL: EX-EMBAIXADOR DO BRASIL NOS EUA COMENTA REUNIÃO ENTRE LULA E SECRETÁRIO DE ESTADO AMERICANO

O G20 e a visita do secretário de Estado dos Estados Unidos, Anthony Blinken, ao Brasil foram temas de destaque. No encontro, representantes de diversos países debateram temas globais, como os conflitos na Ucrânia e em Gaza, durante a reunião preparatória para o encontro de presidentes em novembro. A ausência da China e da Índia não comprometeu os debates, segundo o ex-embaixador do Brasil em Washington, Rubens Barbosa, que destacou a relevância da visita de Blinken para discutir questões bilaterais e regionais, como Venezuela, Haiti e meio ambiente.

Confira detalhes no vídeo:



Durante o encontro, que durou cerca de 1h50min e contou com tradução simultânea, foram abordados temas substantivos, refletindo a densa relação bilateral entre Brasil e Estados Unidos. O ministro Mauro Vieira defendeu uma reforma da governança global, criticando a paralisia da ONU e outras instituições internacionais devido à estrutura de poder desatualizada, dificultando mudanças significativas.

Barbosa ressaltou que a estrutura de poder das Nações Unidas e de outras instituições internacionais não reflete mais a nova ordem mundial, dificultando reformas devido ao poder de veto dos membros permanentes do Conselho de Segurança. A crítica à paralisia dessas instituições é compartilhada por muitos países, mas enfrenta dificuldades de implementação devido à resistência de membros com poder de veto, como China e Rússia.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários