BRASIL: STF FORMA MAIORIA PARA NOVO ENTENDIMENTO SOBRE FORO PRIVILEGIADO

BRASIL: POLÍCIA PRENDE HOMEM QUE ABRIGOU FUGITIVOS DE PRESÍDIO FEDERAL

Os dois fugitivos da Penitenciária de Segurança Máxima de Mossoró, no Rio Grande do Norte, continuam escondidos após 13 dias da fuga. Uma quarta pessoa, identificada como o mecânico Ranildo da Silva Fernandes, foi presa hoje. Ranildo é proprietário do sítio onde os fugitivos estavam escondidos e teria recebido dinheiro para abrigá-los. Enquanto isso, autoridades discutem a segurança prisional, especialmente após a descoberta de falhas no sistema.

Confira detalhes no vídeo:



O ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, assinou um acordo de cooperação entre o Brasil e a Alemanha para o combate a organizações criminosas. Embora a fuga dos detentos seja considerada um caso isolado, as autoridades destacam a necessidade de melhorias no sistema prisional brasileiro. O debate sobre a privatização da gestão dos presídios ganha destaque, enquanto o país busca soluções para evitar fugas e garantir a segurança pública.

Apesar dos esforços das autoridades e da cooperação internacional, a fuga dos detentos expôs falhas no sistema prisional brasileiro. A prisão de uma quarta pessoa envolvida no caso evidencia a complexidade da situação. Enquanto o debate sobre a privatização da gestão dos presídios continua, a sociedade aguarda respostas concretas para evitar incidentes futuros e fortalecer a segurança pública no país.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários