BRASIL: SENADOR IZALCI ANALISA ANDAMENTO DA PEC DAS DROGAS

VÍDEO: DEFESA DE BOLSONARO SE PRONUNCIA APÓS DEPOIMENTO CONTROVERSO NA PF

Nesta quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) optou por permanecer em silêncio durante seu depoimento à Polícia Federal (PF). Ele foi chamado para prestar esclarecimentos sobre alegações de uma suposta tentativa de golpe de Estado com o intuito de mantê-lo na Presidência. 

A defesa argumentou que não teve acesso completo aos documentos do inquérito, caracterizando as investigações como "semi-secretas". O advogado Paulo Amador da Cunha Bueno afirmou que Bolsonaro nunca endossou movimentos golpistas e que não teme eventuais delações premiadas. 

Por outro lado, Fábio Wajngarten, assessor do ex-presidente, informou que a defesa solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o arquivamento de um Habeas Corpus em favor de Bolsonaro, protocolado pelo advogado Jefrey Chiquini. O depoimento de Bolsonaro e seus desdobramentos continuam a despertar interesse e especulações na esfera política nacional.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários