BRASIL: AVIÃO FAZ POUSO SURPREENDENTE EM RODOVIA DE SP

VÍDEO: JORNALISTA PORTUGUÊS REVELA DETALHES SOBRE PROCEDIMENTO DA PF QUE O DETEVE

O repórter português Sergio Tavares, que viajou ao Brasil para cobrir a manifestação na Avenida Paulista no último domingo (25), detalhou sua experiência após ser detido pela Polícia Federal ao desembarcar. 

Em uma entrevista ao programa 4 Por 4, Tavares explicou que, ao contrário dos demais passageiros, teve seu passaporte retido e foi conduzido a uma delegacia para interrogatório. Lá, ele foi submetido a uma série de questionamentos delicados, incluindo questões sobre o dia 8 de janeiro, Flávio Dino, Alexandre de Moraes e a suposta "ditadura do judiciário". 

Surpreso com a abordagem, Tavares a considerou atípica em países democráticos. A Polícia Federal defendeu os procedimentos como padrão, mas admitiu ter interrogado Tavares sobre comentários críticos feitos por ele sobre a democracia brasileira em suas redes sociais, levantando preocupações sobre o monitoramento do jornalista pela PF.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários