BRASIL: STF FORMA MAIORIA PARA NOVO ENTENDIMENTO SOBRE FORO PRIVILEGIADO

VÍDEO: LEVANTAMENTO REVELA SITUAÇÃO CHOCANTE ENVOLVENDO MORADORES DE RUA EM SP

A pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais sobre a população de rua em São Paulo é alvo de contestação pela prefeitura. Segundo o estudo, o número de pessoas em situação de rua na capital paulista aumentou mais de 16 vezes nos últimos 11 anos, chegando a 64.881 em dezembro de 2023. 

A nível nacional, o Brasil registra 261.000 pessoas nessas condições, com uma em cada quatro vivendo nas ruas de São Paulo, de acordo com o levantamento do Observatório Brasileiro de Políticas Públicas da referida universidade. A prefeitura de São Paulo contesta os números, argumentando que seu próprio censo aponta para 31.884 pessoas em situação de rua na cidade em 2021. 

Este embate se torna relevante em meio à campanha eleitoral, destacando a complexidade do tema e a necessidade de abordagens eficazes para lidar com a situação de moradores de rua, especialmente no contexto da revitalização do centro da cidade.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários