BRASIL: SENADOR IZALCI ANALISA ANDAMENTO DA PEC DAS DROGAS

BRASIL: EDUARDO BOLSONARO ANUNCIA IDA AO CONGRESSO DOS EUA PARA DENUNCIAR MINISTROS DO STF

O deputado Eduardo Bolsonaro denunciou na tribuna da Câmara dos Deputados os abusos ocorridos nos inquéritos políticos conduzidos em cortes superiores, destacando o caso do ex-assessor de seu pai, Jair Bolsonaro, Filipe Martins, que permanece preso com base em informações não confirmadas pela imprensa. Bolsonaro explicou que Martins foi detido após notícias sem evidências de Guilherme Amado sugerirem que ele não teria retornado do exterior, apesar de ter provas de que permaneceu no Brasil.

Confira detalhes no vídeo:



Eduardo Bolsonaro criticou o ministro Alexandre de Moraes por não consultar a Polícia Federal para verificar se Martins havia saído do país, destacando a falta de provas concretas para embasar a prisão. Ele enfatizou que a situação de Martins é um exemplo claro de abuso de poder, utilizando-se de notícias falsas para justificar a prisão e promover investigações invasivas em outras pessoas, como Carlos Jordy e Alexandre Ramagem.

O deputado concluiu sua fala afirmando que tais práticas abusivas comprometem a credibilidade das instituições e demonstram a urgência de mudanças no sistema judiciário brasileiro, ressaltando a necessidade de respeito aos direitos individuais e à presunção de inocência.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários