BRASIL: SENADOR IZALCI ANALISA ANDAMENTO DA PEC DAS DROGAS

BRASIL: MAGNO MALTA VISITA DEPUTADO PRESO POR ORDEM DE MORAES

O senador Magno Malta esteve presente na Assembleia Legislativa do Espírito Santo para expressar sua solidariedade ao deputado estadual Capitão Assumção, que foi preso em uma igreja por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. Magno Malta, acompanhado dos deputados Lucas Polese e Wellington Callegari, reuniu-se com o presidente da Ales, Marcelo Santos, que explicou a criação de uma comissão especial para elaborar um relatório a ser votado pelo plenário, onde os parlamentares decidirão se a prisão será mantida.

Confira detalhes no vídeo:

Os legisladores também prestaram homenagem ao Capitão Assumção em seu gabinete, incluindo orações e cânticos de louvor. Além disso, visitaram o deputado no quartel da Polícia Militar. O episódio destaca a tensão entre apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro e o Judiciário, com ações questionáveis, como inquéritos liderados pelo ministro Alexandre de Moraes e medidas polêmicas, como o confisco da receita de sites conservadores pelo ex-corregedor do TSE, Luís Felipe Salomão.

A perseguição judicial a apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro ganha destaque com o apoio do senador Magno Malta ao deputado Capitão Assumção, preso por ordem do ministro Alexandre de Moraes. O cenário político é marcado por inquéritos controversos, incluindo a ação do ex-corregedor do TSE, Luís Felipe Salomão, que confiscou a receita de sites conservadores. A visita de parlamentares ao quartel da Polícia Militar evidencia as tensões e críticas em torno das ações judiciais que afetam aqueles com discursos divergentes do estabelecido pela mídia tradicional.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários