BRASIL: MST INVADE ÁREA DO GOVERNO FEDERAL

MUNDO: CANDIDATO DE DIREITA A PRIMEIRO-MINISTRO DE PORTUGAL PROMETE BARRAR LULA E FALA EM “CADEIA” PARA O PETISTA

O líder do partido de ultradireita em Portugal, André Ventura, declarou durante a reta final da campanha eleitoral que, se eleito primeiro-ministro, proibirá a entrada do presidente Lula no país para as comemorações dos 50 anos da revolução dos cravos, que pôs fim à ditadura no país. Ventura, cuja candidatura recebe apoio público do ex-presidente brasileiro Jair Bolsonaro, ameaçou também prender Lula em caso de insistência na visita.

Confira detalhes no vídeo:

As declarações de Ventura geraram controvérsia e críticas, levantando questões sobre a diplomacia entre os dois países e a liberdade de circulação. Enquanto alguns veem suas palavras como um discurso inflamado de campanha, outros expressam preocupação com a possibilidade de tensão diplomática e restrições à livre circulação de pessoas.

A ameaça de proibir a entrada de Lula em Portugal por parte de André Ventura, em meio à corrida eleitoral, destaca a polarização política e as tensões diplomáticas entre os dois países, suscitando debates sobre a liberdade de circulação e os limites do discurso político em campanhas eleitorais.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários