BRASIL: STF FORMA MAIORIA PARA NOVO ENTENDIMENTO SOBRE FORO PRIVILEGIADO

VÍDEO: AOS BERROS, MILITANTES DE EXTREMA-ESQUERDA IMPEDEM DEPUTADOS DE DISCURSAR NA CÂMARA

O deputado Rodolfo Nogueira encontrou resistência ao tentar participar da sessão solene na Câmara dos Deputados, promovida pela extrema-esquerda em homenagem ao MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra). Recebido sob gritos, Nogueira iniciou seu discurso com uma crítica contundente: "40 anos de destruição. Em 40 anos, o MST não produziu nada neste país".

Ao relatar sua participação na CPI do MST, o deputado descreveu uma fazenda invadida e destruída, com membros do MST vivendo em condições sub-humanas. Entretanto, sua tentativa de fala foi interrompida por gritos dos militantes presentes. Nogueira exigiu que lhe fosse garantida a palavra, mas a deputada petista Maria do Rosário, presidindo a sessão, permitiu que a intervenção continuasse em meio à tumultuação.

Rodolfo Nogueira enfatizou a disparidade entre os dirigentes do MST, que desfrutam de luxuosas residências, e os membros que vivem em condições precárias, declarando: "Isso é uma vergonha, é uma vergonha para esta Casa!".

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários