BRASIL: SENADOR IZALCI ANALISA ANDAMENTO DA PEC DAS DROGAS

VÍDEO: TRUMP SOFRE DERROTA EM PRÉVIA DE ESTADO

Nikki Haley fez história ao se tornar a primeira mulher a vencer uma primária republicana para as eleições nos Estados Unidos, derrotando também Donald Trump pela primeira vez. No Distrito de Columbia, em Washington, DC, Haley conquistou uma vitória significativa, obtendo 62,9% dos votos, enquanto o ex-presidente Trump ficou com 33,2%. Apesar da vitória, Haley receberá apenas 19 delegados de acordo com o sistema eleitoral dos EUA, um número distante dos 1.215 necessários para garantir a indicação do Partido Republicano.

A disputa eleitoral nos Estados Unidos continua acirrada, com Trump acumulando 247 delegados e Haley 43. Embora sua vitória em Washington, DC, seja um marco para a história política, Haley ainda enfrenta um longo caminho para garantir a nomeação republicana. 

Enquanto Nikki Haley e Donald Trump acumulam delegados em sua disputa pela nomeação republicana. A vitória de Haley em Washington, DC, marca um momento significativo na política americana, mas o caminho para a indicação do Partido Republicano ainda é longo e incerto. A contagem de delegados e as dinâmicas eleitorais moldam o cenário político em meio a uma das eleições mais disputadas da história recente dos Estados Unidos.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Comentários