BRASIL: PRESIDENTE DE PARTIDO DO CENTRÃO SE ENTREGA À PF

BRASIL: DIREITA VENCE NA CÂMARA E DERRUBA TENTATIVA DE CENSURA

Numa derrota para o governo atual, o Congresso Nacional decidiu manter o veto do ex-presidente Jair Bolsonaro a um dispositivo da Lei de Segurança Nacional, que estipulava pena de até cinco anos de prisão para quem disseminasse fake news. O placar revelou 317 votos a favor e 139 contra a manutenção desse dispositivo.

Confira detalhes no vídeo:


A decisão representa um ponto de inflexão no debate sobre a regulação da disseminação de informações falsas e seu impacto na sociedade. Enquanto alguns defendem a necessidade de medidas rigorosas para combater a desinformação e proteger a integridade do processo democrático, outros argumentam que tais leis poderiam restringir indevidamente a liberdade de expressão e abrir espaço para abusos por parte do Estado.

A votação reflete as profundas divisões e controvérsias em torno da questão das fake news no país, colocando em destaque os desafios enfrentados pelos legisladores ao tentar equilibrar a proteção dos direitos individuais com a garantia da segurança e estabilidade democráticas.

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários