BRASIL: MORAES ARQUIVA INQUÉRITO CONTRA GOOGLE E TELEGRAM

Nesta quinta-feira, o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, decidiu arquivar o inquérito criminal que investigava representantes do Google e do Telegram no Brasil. A decisão foi tomada após pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR). O inquérito havia sido instaurado a partir de uma solicitação do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e buscava apurar suspeitas relacionadas a uma campanha contra o projeto de lei das fake news.

Confira detalhes no vídeo:


As investigações abordavam supostas práticas de propaganda enganosa, publicidade abusiva qualificada, abuso de poder econômico e contra as relações de consumo. Segundo o entendimento da PGR, posicionar-se contra uma proposta legislativa não demonstra intenção de abolir o regime democrático ou de impedir o exercício regular dos poderes constitucionais.


Com o arquivamento do inquérito, encerra-se este capítulo controverso envolvendo grandes plataformas digitais e questões de liberdade de expressão no contexto político brasileiro.

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários