VÍDEO: PACHECO PEDE “CAUTELA” EM DISCUSSÃO DE PAUTA SENSÍVEL NO CONGRESSO QUE PODE ATRAPALHAR LULA

Nesta terça-feira (09), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, pediu “cautela” na discussão da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que pretende aumentar a autonomia do Banco Central. Em suas declarações, Pacheco afirmou que, no momento, não planeja pautar a PEC para votação no Plenário, destacando a necessidade de evitar um debate precipitado que poderia impactar negativamente o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


A PEC propõe conceder maior independência ao Banco Central, uma mudança que poderia ter efeitos profundos sobre a política econômica e fiscal do Brasil. Pacheco enfatizou que é crucial não desviar o foco das prioridades do governo e evitar um cenário que possa criar dificuldades adicionais para a administração de Lula.


A postura de Pacheco demonstra uma abordagem mais cuidadosa e estratégica para lidar com a questão da autonomia do Banco Central. Ao adiar a votação da PEC, ele busca evitar conflitos e manter um ambiente mais estável para as atuais negociações políticas e para a governança federal.

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários