BRASIL: MORO EXPÕE PROBLEMA ABSURDO DO GOVERNO LULA

BRASIL: ADVOGADOS QUESTIONAM STF E TENTAM DERRUBAR MEDIDA ANTICRIME APROVADA PELO CONGRESSO

A crítica dos advogados à proibição das "saidinhas" de presos tem gerado uma forte repercussão negativa. A Associação Nacional da Advocacia Criminal (Anacrim) tomou uma posição contundente ao entrar com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF), questionando as restrições impostas ao direito de saída temporária dos detentos. 

Confira detalhes no vídeo:


Essa medida levanta debates acalorados sobre os limites da punição e a garantia dos direitos individuais dos apenados. Enquanto alguns argumentam que as "saidinhas" contribuem para a ressocialização dos presos, outros afirmam que podem representar um risco à segurança pública.


À medida que o tema é discutido nos tribunais, espera-se um aprofundamento das reflexões sobre as políticas de execução penal no país e a busca por um equilíbrio entre a ressocialização dos detentos e a manutenção da ordem pública.

Clique aqui para ter acesso ao livro O Brasil e a pandemia de absurdos, escrito por juristas, economistas, jornalistas e profissionais da saúde conservadores sobre os absurdos praticados durante a pandemia de Covid-19, como tiranias, campanhas anticientíficas, atos de corrupção, inconstitucionalidades por notáveis autoridades, fraudes e muito mais.

Garanta acesso ao nosso conteúdo clicando aqui, para entrar no grupo do WhatsApp onde você receberá todas as nossas matérias, notícias e artigos em primeira mão (apenas ADMs enviam mensagens).

Comentários